11 empresas e 42 pessoas são condenadas por formação de cartel de trens e metrô

Por Guilherme Kalel

08/07/2019 19h03

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica, Cade, condenou nesta segunda-feira, 8 de julho, 11 empresas e 42 pessoas, entre funcionários e agentes públicos, pelos crimes de formação de cartéis para licitações em trens e metrô.
As condenações são referentes a atuações em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Rio Grande do Sul.
E tem como base uma delação premiada feita a Justiça, pela empresa alemã Siemens, uma das condenadas nesse processo.
Somadas, as multas aplicadas as empresas e aos condenados ultrapassam os R$ 500 Milhões.
Essa foi uma das maiores multas já aplicadas e a primeira medida realmente efetiva, contra a formação de cartéis desta área, que atuavam na licitação fraudulenta para trens e metrôs nos locais citados.
Essa atuação vem ocorrendo nos últimos anos e com a anuência de agentes políticos e fazem parte de processos judiciais que transcorrem em varas federais e estaduais de diversos pontos do país.
Vale salientar que a condenação do Cade, se refere a parte econômica e não tem prática criminal.

Publicado em