Justiça decreta sigilo em caso de candidatos laranja do PSL

Por Mariana Torres

08/10/2019 | 7h

A Justiça de Belo Horizonte, decretou sigilo no caso que investiga possível colocação de candidatas laranja para concorrer pelo PSL de Minas Gerais nas eleições de 2018.
O hoje Ministro do Turismo do governo Bolsonaro, era o então Presidente do partido, e foi denunciado por 3 diferentes crimes, junto a outras 10 pessoas, em 4 de outubro.
A Justiça decretou nesta segunda-feira, o sigilo sobre o caso, o que impede que seja acompanhado o andamento do processo.

Não é possível saber com isso, as medidas que serão tomadas pela Justiça e se o Ministro irá se tornar réu.
Como o crime supostamente ocorreu no ano passado, antes dele ser Ministro de Estado, portanto sem prerrogativa de foro, em eventual julgamento, ele poderá ser julgado pela Justiça Eleitoral de Primeira Instância.

Anúncio – Veja os produtos que podem mudar sua vida

Publicado em